Pular para conteúdo

NOTÍCIAS

Segundo IBGE, apenas 6% dos hospitais públicos do país têm leitos de UTI Neonatal

31 de agosto, 2015 - 15h02 - Tags: primeira infância saúde

Belém, 31 de agosto de 2015 – A melhoria do atendimento a gestantes e crianças na primeira infância é um dos objetivos do projeto Selo UNICEF e os municípios que fazem parte da iniciativa precisam ampliar a atenção às mães e aos bebês.  A ampliação do número de leitos neonatais é uma das ações que incidem em melhorias diretas na mortalidade de crianças e adolescentes.

 

Contudo, a quantidade de leitos no país ainda é muito aquém da necessidade, segundo os jornais Folha de São Paulo e O Globo, que divulgaram que:

 

Pesquisa sobre o “Perfil dos Estados e dos Municípios Brasileiros - 2014” revelou que 93,4% das cidades brasileiras não possuem leitos ou berços de UTI neonatal em estabelecimentos públicos ou conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS). A oferta de leitos ou berços de UTI neonatal em estabelecimentos públicos ou conveniados ao Sistema Único de Saúde (SUS) está disponível em somente 6,6% das cidades brasileiras.

 

O dado foi levantado pela pesquisa Munic 2014 (perfil de municípios), realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Outro dado divulgado foi sobre o número de unidades municipais com serviço de nefrologia: somente 8,7% dos municípios possuíam espaço com essa atividade.

 

Já no quesito internação, 59,9% dos municípios brasileiros necessitavam referenciar usuários de atenção básica para internação em outros municípios. A região Centro-Oeste apresentou os menores percentuais (46%), enquanto a região Sudeste, os maiores (66%).

 

A pesquisa também apontou que a concentração destes berços de UTI neonatal acontece na região Sudeste onde 9,3% das cidades têm acesso a este tipo de recurso. Em sentido contrário, o Nordeste apresenta a pior concentração com somente 3,7% de seus municípios possuindo leitos ou berços de UTI neonatal.

  

Além disso, a pesquisa também investigou o serviço de parto hospitalar e constatou que dentre os 27 estados somente o Rio Grande do Sul não oferece a atividade em suas unidades. Porém, quando analisados os municípios, o número muda. Somente 49,6% das cidades possuem estabelecimento com parto hospitalar em suas redes de saúde.

 

 

Anexo(s):


Ver todas Veja mais em Notícias do Gerais

Junte-se a nós! Cadastre-se e receba novidades do selo!

Downloads - Baixe aqui arquivos úteis do selo

SOMA - Sistema de Orientação Monitoramento e Avaliação

REALIZAÇÃO

Logotipo Unicef

Logotipo Instituto Peabiru

Logotipo EFG


APOIO

Logotipo Celpa

Logotipo Energisa

Logotipo Cemar

Logotipo ache

Logotipo Neve

Veja todos
os parceiros







Selo município aprovado - Unicef