Pular para conteúdo

NOTÍCIAS

MEC fará busca ativa de 1,6 milhão de jovens de 15 a 17 anos fora da escola

31 de março, 2016 - 14h30 - Tags: educação Censo Escolar Evasão Escolar

Brasília, 23 de março de 2016 - O Ministério da Educação (MEC) fará uma busca ativa para localizar jovens de 15 a 17 anos que estão fora da escola. Em todo o país, 1,6 milhão de adolescentes nessa faixa etária estão nessa situação, de acordo com os dados do Censo Escolar de 2015, apresentados no dia 22 de março pelo ministério.

De acordo com o ministro, o MEC tem os endereços, nomes dos pais e a escola que os jovens frequentaram antes de abandonar os estudos. Além dos estados e municípios, o ministério buscará a ajuda de agentes de saúde, assistência social, entre outros para contactar os jovens.

A educação até os 17 anos é obrigatória no Brasil de acordo com a Emenda Constitucional 59 e com o Plano Nacional de Educação (PNE). Termina neste ano o prazo previsto no PNE para que todas as crianças e jovens de 4 a 17 anos estejam matriculados.

Pré-escola - Segundo os dados Censo Escolar apresentados pelo MEC, 3 milhões de crianças e jovens de 4 a 17 anos estão fora da escola. Além dos adolescentes de 15 a 17 anos, a etapa da pré-escola concentra o segundo maior número de estudantes fora da escola: são 954 mil entre 4 e 5 anos. Ao contrário dos jovens de 15 a 17 anos, que abandonaram a escola, as crianças ainda não foram incluídas no sistema de ensino.

Os dados do Censo Escolar de 2015 mostram que há 4,9 milhões de estudantes matriculados na pré-escola, 1% menos que em 2014. A redução no número de matrículas foi a primeira desde 2011. Perguntado sobre a queda, o ministro disse que há um esforço para aumentar as matrículas.

Ensino Médio - O ensino médio concentra os piores indicadores, segundo o censo. Os dados mostram que as matrículas nessa etapa têm caído ano a ano. Entre 2015 e 2014, houve uma redução de 2,7%, chegando aos 8,1 milhões de alunos. No período anterior (2013-2014), a queda foi de 0,2% entre um ano e outro.

O ensino médio possui as menores taxas de aprovação da educação básica, com média de 80,3%. Nos anos finais no ensino fundamental (6º ao 9º ano) essa taxa é de 84,8%, e nos anos iniciais do fundamental (1º ao 5º ano), 92,7%. A maior taxa de reprovação é a do 1º ano do ensino médio, com 26,5% dos alunos repetindo de série. Também está nesse ano a maior distorção idade-série, ou seja, 31,4% dos estudantes não têm a idade adequada à etapa, que é 15 anos.

Censo 2016 - A primeira etapa da coleta de dados para o Censo Escolar da Educação Básica de 2016 começará em 25 de maio. Nessa fase, que prosseguirá até 29 de julho, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) recolherá informações detalhadas sobre escolas, alunos, professores e turmas de todas as etapas e modalidades da educação básica do país.

O preenchimento caberá aos diretores e responsáveis pelas escolas por meio do Educacenso, sistema de coleta de dados via internet do Portal do Inep. O cronograma foi estabelecido pela portaria 120/2016, do Inep.

Fonte: Agência Brasil

 

Anexo(s):


Ver todas Veja mais em Notícias do Gerais

Junte-se a nós! Cadastre-se e receba novidades do selo!

Downloads - Baixe aqui arquivos úteis do selo

SOMA - Sistema de Orientação Monitoramento e Avaliação

REALIZAÇÃO

Logotipo Unicef

Logotipo Instituto Peabiru

Logotipo EFG


APOIO

Logotipo Celpa

Logotipo Energisa

Logotipo Cemar

Logotipo ache

Logotipo Neve

Veja todos
os parceiros







Selo município aprovado - Unicef