Pular para conteúdo

NOTÍCIAS

Internautas da Amazônia podem denunciar focos de Aedes Aegypti

24 de março, 2016 - 10h39 - Tags: aedes aegypti zika dengue chikungunya

MANAUS - O mosquito Aedes aegypti tornou-se um das principais preocupações do país, principalmente após o surto de Zika e Chikungunya, doenças adquiridas através da picada do mosquito. Com o intuito de apoiar o combate ao vetor, a Amazônia Cabo disponibiliza um espaço onde o telespectador ou internauta pode denunciar focos do inseto através do aplicativo 'Eu Amazônia'.

Faça o download do aplicativo por aqui 

Conheça o mapa interativo de denúncias 

De acordo com a gerente de programação do Amazon Sat, Mariane Cavalcante, a principal característica da empresa é a proximidade com os telespectadores. "Estamos trabalhando em projetos que façam essa parceria funcionar de forma adequada, como por exemplo, o 'Eu Amazônia' que é o jornalismo colaborativo, onde o público tem oportunidade de ser jornalista também. Recentemente, por causa da expansão do mosquito, a gente pensou em uma ferramenta para ajudar a comunidade", explicou.

O telespectador poderá se tornar um agente de combate de forma simples. Basta baixar o aplicativo 'Eu Amazônia', disponível para IOS e Android. Em seguida, faz o cadastro e já pode denunciar onde estão os focos de Aedes Aegypti. A partir do momento em que a denúncia for efetivada, os outros usuários poderão ter acesso à informação. "Dessa forma faremos uma corrente para que as pessoas saibam os lugares que devem evitar. E as pessoas podem colaborar com o país para que todos possam contribuir e diminuir a proliferação desses mosquitos", assinalou Mariane.

Com o 'Eu Amazônia', os usuários do aplicativo são todos os olhos ativos no combate à proliferação do mosquito. Para o gerente de jornalismo do Amazon Sat, Isaac de Paula, com um celular na mão, cada pessoa torna-se um agente, já que as informações publicadas no 'Eu Amazônia' serão reunidas e encaminhadas às secretarias de Saúde. "Assim, nós esperamos que as informações sejam utilizadas para incrementar as ações de combate, integrando a agenda de visitas das equipes e aumentando a fiscalização, principalmente em áreas como prédios e terrenos abandonados, por exemplo", contou.

Fonte: Amazon Sat

 

Anexo(s):


Ver todas Veja mais em Notícias do Gerais

Junte-se a nós! Cadastre-se e receba novidades do selo!

Downloads - Baixe aqui arquivos úteis do selo

SOMA - Sistema de Orientação Monitoramento e Avaliação

REALIZAÇÃO

Logotipo Unicef

Logotipo Instituto Peabiru

Logotipo EFG


APOIO

Logotipo Celpa

Logotipo Energisa

Logotipo Cemar

Logotipo ache

Logotipo Neve

Veja todos
os parceiros







Selo município aprovado - Unicef