Pular para conteúdo

NOTÍCIAS

Cachoeira do Piriá(PA) troca lixo por plantas e mobiliza a comunidade contra o Aedes aegypti

19 de abril, 2016 - 13h45 - Tags: aedes aegypti zika dengue Cikungunya

Belém, 19 de abril de 2016 - O combate ao mosquito Aedes aegypti no município de Cachoeira do Piriá tem sido realizado de forma conjunta, por meio de articulação entre vários órgãos da administração municipal. A Secretaria Municipal de Saúde é o órgão responsável pela coordenação das ações e conta com a parceria das secretarias de meio ambiente, educação, obras, assistência social e outros setores.

 

A mobilização envolve todas as comunidades da zona rural do município e também na sede. Equipes compostas por profissionais da saúde, vigilância sanitária, setor de endemias, meio ambiente, educação e secretaria de obras sensibilizaram os moradores com entrega de panfletos e sacos de lixo, além da busca por possíveis criadouros.

 

Nas ações, é feita a limpeza dos quintais, o tratamento dos tanques e caixas de água e a coleta de resíduos sólidos (garrafas, pneus, embalagens plásticas e demais recipientes propensos a acumular água e gerar focos). Ao mesmo tempo, as equipes da secretaria de obras realizam a roçagem das ruas da comunidade, seguido da coleta dos resíduos com o auxílio da máquina carregadeira e caminhão basculante.

 

Lixo por plantas - Após as ações nas comunidades, ocorreu a programação na sede do município, entre os dias 21 e 26 de março, com o dia D de combate ao mosquito da dengue no dia 26. Além do esclarecimento da população sobre o mosquito, foi montado um estande na Praça do Relógio, onde foi ofertado a todos os moradores da cidade a possibilidade de objetos (garrafas pet, pneus e embalagens diversas que poderiam acumular água e gerar foco do mosquito) por mudas de plantas frutíferas, ornamentais e florestais.

 

Para cada morador que levasse espontaneamente um resíduo sólido, era dado direito de optar por qualquer muda, e neste momento o cidadão recebia a devida orientação sobre o combate ao Aedes aegypti. Vale ressaltar, que as garrafas pet e pneus que foram coletados serão utilizados em projetos de meio ambiente”, explica Franksom Dias, da Secretaria de Meio Ambiente de Cachoeira do Piriá (PA).

As principais espécies ofertadas foram: ixora, pimenteiras, arruda, alternantêra, camarão, rosa menina, manjericão, tuia eugenia, cravina, taquete, alamandra, sendo todas essas ornamentais. As florestais e frutíferas eram ipê roxo, ipê de jardim, pata de vaca, olho de dragão, mangueira e palmeira areca. Todas as mudas, exceto as ornamentais, foram produzidas no viveiro municipal de mudas da cidade.

 

“Além disso, foi ofertada a possibilidade de troca dos resíduos citados por alevinos do peixe barrigudinho (Poecilia reticulata), o qual, quando inserido em tanques ou reservatórios de água, preda as larvas do Aedes aegypti, não deixando o mosquito se proliferar”, conta Dias.

Anexo(s):


Ver todas Veja mais em Notícias do Selo

Junte-se a nós! Cadastre-se e receba novidades do selo!

Downloads - Baixe aqui arquivos úteis do selo

SOMA - Sistema de Orientação Monitoramento e Avaliação

REALIZAÇÃO

Logotipo Unicef

Logotipo Instituto Peabiru

Logotipo EFG


APOIO

Logotipo Celpa

Logotipo Energisa

Logotipo Cemar

Logotipo ache

Logotipo Neve

Veja todos
os parceiros







Selo município aprovado - Unicef