Pular para conteúdo

NOTÍCIAS

Andrea Sepulveda Pena, 16 anos

19 de dezembro, 2016 - 15h41 - Tags: História de Vida

Andrea Sepulveda Pena, 16 anos

 

“Os adolescentes precisam se unir para pressionar para as mudanças das políticas públicas”. Moradora da zona rural do município de Manacapuru (AM) e integrante da comissão intersetorial do Selo UNICEF, Andrea Sepulveda de apenas 16 anos de idade, já sabe bem o que quer e para onde vai, e isso se deve à sua participação dentro do Selo UNICEF nestes dois últimos anos.

Bastou Andreia participar de uma das reuniões da comissão intersetorial do Selo, em que outros adolescentes estavam discutindo políticas públicas dentro do município, que ela descobriu que era nesse espaço que queria estar.

Sua infância foi marcada por muitas mudanças, desde sua saída do país natal , Colômbia, em buca de uma vida melhor até sua chegada no Brasil com usa família. As dificuldades foram muitas, mas ela conta que as pessoas do município foram muito acolhedoras, porém o preconceito sempre está presente em todo lugar e teve que superar muitas coisas para poder se adaptar.

“Não sabíamos falar nada de português. Mas as pessoas sempre nos trataram muito bem. Nos integramos ao município de Manacapuru, mesmo com muitas dificuldades”, comenta Andrea.

A adolescente começou a participar do Selo há pelo menos dois ano, por meio de um projeto que buscava empoderar adolescentes por meio de palestras e debates.

“A nossa sociedade é cada vez mais separada. Se os adolescentes não se falam não poderemos pressionar o poder público para que faça melhorias para nós. Foi no II Fórum Comunitário do Selo e nas reuniões que me engajei para ajudar. Foi ali que percebi que podia fazer parte da transformação.”

Ser uma menina na Amazônia não é fácil, pois existem violações que muitas vezes dependem da boa vontade do poder público para apurar e o Selo proporciona uma solução para que adolescentes possam falar e ser ouvidos. “Ser uma menina no interiror é um desafio, pois muitas não sabem seus direitos, e acham que violência sexual é normal. Por isso é preciso conscientizar as pessoas e principalmente os adolescentes para que possam viver uma vida sem violações.”

Andrea é um exemplo de como adolescentes podem se tornar protagonistas de sua própria história por meio do Selo UNICEF Município aprovado, superar sua próprias limitações e conseguir driblar os obtáculos que apareceram nas realidades de centenas de municípios na Amazônia.

Anexo(s):


Ver todas Veja mais em Histórias de Vida

Junte-se a nós! Cadastre-se e receba novidades do selo!

Downloads - Baixe aqui arquivos úteis do selo

SOMA - Sistema de Orientação Monitoramento e Avaliação

REALIZAÇÃO

Logotipo Unicef

Logotipo Instituto Peabiru

Logotipo EFG


APOIO

Logotipo Celpa

Logotipo Energisa

Logotipo Cemar

Logotipo ache

Logotipo Neve

Veja todos
os parceiros







Selo município aprovado - Unicef